Concurso  SESC- Franca

Projeto: 2013.

Equipe: Anita Freire, Carolina Sacconi, André Portugal Godinho, Carlos Arruda, João Chiavone e Marcelo Dondo.

 

Este projeto foi elaborado para o Concurso Nacional Sesc-Franca e foi classificado em 3º lugar.

 

O partido desta Unidade Sesc em Franca tomou como estratégia a adoção de duas premissas estruturantes: o respeito à geografia preexistente, por meio da leitura urbana e territorial, e a disposição e organização do programa de maneira simples, concentrando a área construída para disponibilizar o máximo possível de áreas livres que, compostas por praças, escadas, platôs e coberturas, se apresentam como espaços capazes de abrigar as imprevisibilidades dos múltiplos programas e atividades de um Sesc.

 

A organização do programa encontra-se estruturada pelo sistema de circulação que busca a franca integração entre as atividades, por meio dos mais variados percursos possíveis, permitindo as conexões urbanas e acessibilidade nas diversas cotas que compõem o terreno.  Uma rua e uma escadaria atravessam o terreno organizando os fluxos.

 

A primeira premissa se conforma pela leitura da área, o terreno localizado próximo ao córrego Cubatão se encontra numa área de várzea e apresenta um desnível de cerca de 20 metros de altura. O projeto tomou partido do relevo, se acomodando no terreno por meio de platôs, taludes e pequenos muros de arrimo, procurando minimizar a movimentação de terra, e adequar a construção às curvas de níveis existentes. Como parte da geografia, levou-se em consideração a própria cidade de Franca e o entorno da unidade.

 

Um aspecto fundamental para o partido foi a busca por uma composição harmônica e, espacialmente, bem definida entre os diversos e complementares núcleos que conformam a unidade, possibilitando sempre ao usuário do edifício sua fácil identificação e acesso.

 

O programa foi organizado de acordo com as afinidades das atividades, concentrando os programas nas áreas construídas. Sendo assim, o programa é dividido em três conjuntos de construções:

 

O conjunto do parque aquático e atividades físicas situa-se na extremidade do terreno, na cota mais alta. Tem acesso pela rua interna, o que concentra as atividades físicas, como a sala multifuncional e as salas de ginástica e vestiários. A entrada na parte das piscinas fica na cota da rua e abriga os vestiários e sala de exame médico. Dessa cota, por meio de uma rampa, pode-se descer um nível para as piscinas cobertas ou subir um nível para as quadras descobertas e solário.

 

O conjunto infraestrutural, que se organiza ao longo da rua interna, abriga o estacionamento com vagas cobertas, a área operacional, a doca e o depósito e elevador cênico do teatro.

 

O conjunto sociocultural é formado por dois blocos marcantes, que concentram as atividades socioculturais, além das quadras do ginásio. O primeiro bloco possui franco acesso à avenida e abriga área de convivência, exposição, biblioteca, atendimento, loja Sesc e café no térreo; esse bloco possui também um mezanino que abriga as atividades administrativas; na cota superior, situa-se o ginásio.

 

O segundo bloco, cujo principal programa é o teatro, a disposição do programa permite que o palco se abra para o ginásio, no bloco em frente. Aproveitando a altura da caixa cênica acima da plateia, encontram-se as oficinas para as atividades culturais, juvenis, infantis, salas de educação flexíveis e salas de internet.

 

O núcleo de odontologia também está nessa área e, arrematando a cobertura, localiza-se o restaurante. Como o bloco que abriga o teatro se mantém mais alto que o segundo bloco, pensou-se que a cobertura do ginásio poderia ser utilizada para projeções ao ar livre ou outros eventos. Assim, apesar do conjunto ser constituído por dois volumes independentes, eles encontram-se articulados pelo sistema de circulação vertical (passarela, escada e elevador) e pelos possíveis usos integrados para os grandes eventos (teatro, shows no ginásio e cinema na cobertura).

 

Implantação

Esquema: rua estrutural em nível

Esquema: blocos principais

Esquema: ligação transversal

Esquemas: programas complementares

Esquema de circulações

Esquema de ocupação de shows no ginásio, teatro e cinema ao ar livre

Plantas edifício anexo