Concurso Fidalga

Projeto: 2009

Equipe: Anita Freire, Cesar Shundi Iwamizu, Julio Cecchini e Lívia Ribas.

 

Realizado em 2009, este projeto de um edifício de habitação e comércio na Vila Madalena foi solicitado pela construtura Idea Zarvos, e ganhou menção honrosa na 9ª Premiação jovens arquitetos, do IAB-SP.

 

A partir das premissas da incorporadora, este empreendimento imobiliário previa a construção de um edifício habitacional com uso comercial no pavimento térreo. Além de oferecer aos futuros moradores apartamentos com grande flexibilidade de ocupação, a ideia central era reduzir o custo do condomínio com o aluguel da área das lojas.

 

Do ponto vista arquitetônico, a presença do comércio permitiu criar um edifício que dá continuidade ao uso existente na rua, mas com uma área livre no pavimento térreo que, sem o uso de grades, permite ampliar o espaço da calçada até o final do lote, como uma pequena galeria comercial.

 

Tirando partido das condicionantes legais, o edifício se verticaliza e permite que o bloco das unidades de habitação se posicione no alto, garantindo vistas desimpedidas para o bairro e, simultaneamente, conformando um grande pé-direito livre que ressalta o caráter público do pavimento térreo e da área de lazer dos moradores que se localiza sobre o volume das lojas.

 

As unidades duplex permitem paradas de elevadores a cada dois andares, gerando circulações horizontais mínimas para o acesso às unidades, espaços avarandados que se voltam ao vazio central de onde pode-se ver o céu ou o chão. Frestas resultantes do entre as unidades e a torre de circulação vertical configuram janelas que possibilitam a ventilação constante e enquadramento de fragmentos imprevistos da cidade.

 

Croqui elevação

Modelo eletrônico, fachada lateral

Modelo eletrônico, fachada fronal

Corte longitudinal

Corte transversal

Planta duplex inferior

Corte transversal

Planta duplex superior